Info Comerciário 194/2019

terça-feira, 31 de maio de 2011

Juro do cheque especial chega a 178,1% ao ano

A taxa de juro do cheque especial subiu de 174,6% em março para 178,1% anuais em abril, com acréscimo de 3,5 pontos percentuais. Este é o percentual médio, alguns bancos cobram ainda mais. Em 12 meses, foi registrada ampliação de 16,8 pontos percentuais, segundo informações divulgadas pelo Banco Central (BC).

Os números assombrosos têm um nome: agiotagem, descarada e sem punição, visto que é exercida pelos bancos, privados e públicos. O spread (ganho com a diferença entre o que o banco paga pelo dinheiro e o que ele cobra nos empréstimos aos clientes) subiu 3 pontos, ficando em 166,6% ao ano. Em 12 meses, foi apurado acréscimo de 13,7 pontos.
Abuso impune
O Brasil tem a fama de praticar os juros reais mais altos do mundo, mas estes correspondem à taxa nominal Selic, que está em 12%. Este percentual, aplicado aos juros básicos, nem de longe lembra a agiotagem praticada pelos banqueiros, que vai muito além.

Quem paga pelo abuso, tolerado pelo governo e pela legislação, são os usuários do sistema financeiro, em geral trabalhadores e pequenos empresários em apuros, geralmente com contas a pagar e saldo negativo nas contas correntes.

Houve época em que usura e agiotagem eram considerados crimes no mundo. A Constituição Cidadã de 1988 tentou restaurar a moralidade, impondo um limite (de 12%) aos juros, mas tudo isto ficou esquecido, imerso nas ondas neoliberais que invadiram o país alguns anos após a Constituinte e ainda predominam na área monetária e financeira.

Consignados
Os juros do crédito pessoal apresentaram elevação de 2,6 pontos percentuais,  atingindo 49,9%. Em 12 meses, o BC apontou acréscimo de 7 pontos. Dentro dessas operações, a taxa média dos empréstimos consignados, com desconto em folha de pagamento, aumentou 0,4 ponto, indo a 28,5%. Em 12 meses, houve adição de 1,7 ponto. As taxas médias das operações tradicionais de crédito pessoal corresponderam a 65,6%, elevação de 5,4 pontos no comparativo mensal e de 9,4 pontos em 12 meses.

Nas outras modalidades de crédito à pessoa física, o custo médio do empréstimo para aquisição de veículos cresceu 1 ponto no mês passado, para 30,9% anuais. Em 12 meses, o aumento foi de 7,4 pontos. As taxas de empréstimos cobradas para aquisição de bens variados - como eletroeletrônicos, por exemplo - avançaram 1,2 ponto no comparativo mensal, para 54,8%.
Portal Vermelho/Valor Econômico/Diap

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Reajuste Salarial pago às Mulheres foi menor que o dos Homens em 2010

Dados da Rais - Relação Anual de Informações Sociais - mostram que o número de mulheres que ingressaram no mercado de trabalho no ano de 2010 foi maior que o de homens. Entretanto, o reajuste pago aos homens foi maior que o das trabalhadoras.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Finalmente a Justiça se faz cumprir

Após 11 anos, finalmente, o assassino confesso da jornalista Sandra Gomide, o também jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves foi encaminhado à prisão. Graças à morosidade da Justiça, o assassino de Sandra passou todos esses anos em liberdade, esperando a conclusão dos inúmeros recursos que seus advogados apresentaram. Uma realidade tipicamente brasileira e difícil de aceitar.

Fica evidente, que punições tardias como esta são exemplos de que casos de violência contra a mulher estão relegados a segundo plano, estimulando a violência de agressores que pouco tem a temer, amparados por um sistema jurídico complexo e moroso. O número de mulheres agredidas só aumenta e está é sim uma questão do Estado. Leis existem, a “Maria da Penha” está em vigor, entre outras. Faltam os recursos para que a aplicação das leis seja de fato efeitva e não maleável. Mais uma vez cabe aos brasileiros comuns, principalmente às mulheres, deixar de aceitar passivamente que tais situações se perpetuem.

No final do prazo 1, 2 milhão não sacaram o PIS

Foto: Blog do Trabalho

O ministro Carlos Lupi informou que um milhão e duzentos mil trabalhadores com direito ao abono salarial no valor de um salário mínimo ainda não sacaram o dinheiro. O prazo para receber o abono referente a 2010/2011 expira no próximo dia 30 de junho.

Como costuma fazer todos os anos, o ministro convocou a imprensa para acompanhar telefonemas que deu a trabalhadores com direito ao benefício e lembrou  que têm direito ao saque os trabalhadores cadastrados no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos e que tenham trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias ao longo de 2009. É preciso atender também a um terceiro critério: ter recebido no período trabalhado em média até dois salários mínimos de remuneração mensal.


Se você ainda não recebeu, fique atento, pois nem todos recebem o benefício no holerite e a cada ano muitos trabalhadores deixam de receber o benefício por falta de informação.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Redução da Jornada: "Casa do Povo" recebe Trabalhadores com deferência

Foto: José Cruz ABr
Comerciários, Trabalhadores de várias categorias profissionais e Sindicalistas de todo o país participaram ontem (25/5) da manifestação em Brasília, para pressionar os parlamentares pela aprovação da PEC 231/95, que estabelece a redução da jornada semanal de trabalho de 44 para 40 horas, sem redução dos salários. O ato aconteceu no Salão Negro do Congresso Nacional e reuniu mais de mil líderes sindicais, convocados pelas  Centrais CUT, Força Sindical, UGT, CTB, CGTB e NCST.


Os sindicalistas foram recebidos pelo presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), que afirmou ser a Câmara a “Casa do Povo” e portanto deve receber os trabalhadores da mesma forma que recebe as autoridades, com toda a deferência. Marco Maia, que é sindicalista, reconheceu a importância das Centrais para o crescimento e desenvolvimento do Brasil. Ao considerar a aprovação do projeto uma tarefa difícil, o deputado se colocou à disposição das Centrais para avançar no processo.

Antes da realização do ato, na parte da manhã, os líderes sindicais se concentraram no Salão Verde, quando entregaram aos parlamentares documento destacando a importância da redução da jornada.

Para o presidente da Força Sindical e deputado federal, Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), as mobilizações serão realizadas de forma permanente até que o projeto seja aprovado.

Os comerciários compuseram uma das maiores delegações de trabalhadores, defendendo a bandeira pelas 40 horas.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Redução da Jornada: Comerciários pressionam Congresso para votar à favor

O presidente Biloti participa da delegação de Sindicalistas Comerciários do Estado de São Paulo, liderados por Luiz Carlos Motta, presidente da Fecomerciários que, junto com a Força Sindical e demais Centrais, farão uma mobilização no Salão Negro do Congresso Nacional pela urgência na tramitação e aprovação da PEC que trata da redução da jornada semanal de trabalho de 44 horas para 40 horas, sem redução salarial, um dos pontos prioritários da agenda do trabalhador.


A jornada normal de trabalho no Brasil é uma das maiores no mundo: 44 semanais desde 1988. A jornada total de trabalho é a soma da jornada normal de trabalho mais a hora extra. No Brasil, além da extensa jornada normal de trabalho, não há limite semanal, mensal ou anual para a execução de horas extras, o que torna a utilização de horas extras no país uma das mais altas no mundo. Logo, a soma de uma elevada jornada normal de trabalho e um alto número de horas extras faz com que o tempo total de trabalho no Brasil seja um dos mais extensos. 


A "Carta aos Parlamentares em defesa da redução da jornada de trabalho sem redução de salários" está circulando hoje no Congresso Nacional.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Redução da Jornada: Sindicatos enviam suas delegações para participar da manifestação no Congresso

Dirigentes das centrais sindicais – Força Sindical, CTB, CGTB, NCST, UGT e CUT – vão se reunir hoje, às 15h45, com o presidente do Senado, José Sarney, para debater a redução da jornada de trabalho de 44h para 40h semanais.

Amanhã (25), às 14h, os dirigentes sindicais farão um grande ato, no Salão Negro do Congresso Nacional em prol da jornada semanal de 40h. A manifestação terá a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, que é a favor da medida. 

O Sincomerciários está enviando sua delegação para participar dessa manifestação.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Emprego formal cresce, contratação de deficientes diminui

O número de trabalhadores com deficiência formalmente empregados caiu 12% entre 2007 e 2010. Apesar de o país ter criado 6,5 milhões de postos de trabalho com carteira assinada neste período, 42,8 mil vagas para pessoas com deficiência foram fechadas. 

A redução dos postos de trabalho para trabalhadores com deficiência consta dos relatórios da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), divulgados anualmente pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

O descompasso entre o crescimento do emprego formal e a redução das contratações dos deficientes são indícios de uma ilegalidade, segundo as entidades que os representam. No Brasil, uma lei de 1991 obriga que empresas com mais de 100 funcionários tenham, no mínimo, 2% de seu quadro composto por trabalhadores com deficiência. Portanto, se as contratações aumentaram, era de se esperar que o número de deficientes empregados também crescesse.
Força Sindical

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Como sempre, pobres pagam mais impostos que os ricos

As famílias mais pobres são as que pagam mais impostos, segundo estudo divulgado dai 10/05 pelo Ipea - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.


De acordo com a pesquisa, 32% da renda dos mais pobres são convertidos em pagamento de tributos. Desses, 28% são em impostos indiretos, tais como ICMS, IPI e PIS/COFINS e 4% diretos, como Imposto de Renda, IPTU e IPVA.

Já os que ganham mais, pagam 21% de impostos do total de sua renda. Desse total, 10% são em tributos indiretos e 11% em tributos diretos.

Essa notícia não muda ao longo dos últimos anos, a carga tributária é muito maior para a baixa renda e essa injustiça se perpetua. Um caminho para a solução do problema é a redução nos impostos indiretos e um aumento na carga tributaria direta, mas quando?
Ipea

Empregados da Telhanorte em PG fortalecem o Sincomerciários BS


90% do quadro de empregados da Saint Gobain/Telhanorte, em Praia Grande é associada ao Sindicato. Uma segurança para trabalhadores e mais força para o Sindicato lutar por suas reivindicações.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

4º Congresso de Advogados em Entidades Sindicais Comerciárias

Nos dias 29 e 30 de julho, será realizado o 4º Congresso de Advogados em Entidades Sindicais Comerciárias do Estado de São Paulo, no Centro de Lazer da Federação, desenvolvendo temas pertinentes ao cotidiano sindical e também assuntos jurídicos de abrangência nacional que serão expostos e debatidos por especialistas.

A coordenação da comissão é composta por Arnaldo Azevedo Biloti, diretor de Assuntos Trabalhistas da Fecomerciários e presidente do Sincomerciários BS, Amauri Sérgio Mortágua, presidente do Sincomerciários de Tupã e José Gonzaga da Cruz, vice-presidente do Sincomerciários de São Paulo, tendo como assistentes técnicos: Dr. Wiliam Luz (Sincomerciários de Campinas), Dr. João André (Fecomerciários) e Dr. José Stalin Wojtowicz (Sincomerciário BS).

Negociação de Salários enfrenta campanha que associa inflação à aumentos reais

As centrais Força, CUT, CTB, UGT, CGTB e Nova Central, reunidas em São Paulo, repudiam as tentativas em curso, por meio de declarações de autoridades públicas, consultorias financeiras e setores da mídia, de associar aumentos reais de salário a um possível descontrole da inflação.

Por trás dessa associação, existe uma campanha para deter o ímpeto reivindicatório das categorias que estão em campanha salarial no segundo semestre deste ano. As centrais reafirmam que não se deixarão levar por essa linha de raciocínio, que não se sustenta diante da realidade.

Os salários no Brasil continuam em patamares inferiores aos ganhos de produtividade e de lucratividade de todos os setores econômicos. Os recentes ganhos no poder de compra dos assalariados não foram suficientes para transpor essas diferenças, o que descarta a tese de que novos aumentos, por se sobreporem à produtividade, podem pressionar a inflação.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

18 de Maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O enfrentamento a esses crimes também faz parte das lutas cidadãs do movimento sindical, como parte integrante de suas responsabilidades sociais.

O objetivo da data é repudiar o abuso e a exploração sexual infanto-juvenil, além de prestar homenagem à menina Araceli Cabrera Sanches, que aos 8 anos de idade foi seqüestrada, drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família capixaba.


Hoje, as Procuradorias Regionais do Trabalho de São Paulo e Campinas e o Fórum Paulista de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil estão lançando a Campanha Nacional “Exploração Sexual e Tráfico de Crianças e Adolescentes são crimes. Denuncie já!”. Estruturada em duas versões, a campanha chama a atenção pela abordagem de grande impacto visual.

A primeira versão busca atingir o turista estrangeiro e será divulgada nos aeroportos de todo o país por meio de cartazes, com o apoio da Polícia Federal. A segunda versão ou a parte nacional da campanha terá como ponto estratégico as rodovias de todo o país.

É importante ressaltar que a exploração sexual tem relação com o tráfico de seres humanos, que é apontada como uma das atividades criminosas mais lucrativas, só perdendo para o tráfico de armas e de drogas.

DISQUE 100

Desde 2003, a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente disponibiliza para a população o serviço Disque Direitos Humanos, através da discagem direta e gratuita do número 100.

O serviço recebe, encaminha e monitora denúncias de violência contra as crianças e adolescentes recebidas de todos os estados brasileiros, inclusive aquelas referentes à exploração sexual.  O disque 100 funciona diariamente de 8 às 22 horas, inclusive finais de semana e feriados, recebendo denúncias anônimas e garantindo o sigilo.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Fator Previdenciário: Centrais fecham questão pelo fim do fator


Representantes das centrais sindicais - Força Sindical, CUT, UGT, Nova Central, CTB e CGTB decidiram intensificar a luta pelo fim do fator previdenciário.Os sindicalistas reafirmaram que não irão aceitar qualquer proposta que imponha idade mínima para a concessão de aposentadorias pelo INSS. Próximo passo é do governo que deverá apresentar proposta. Lembrando que o Congresso aprovou ano passado o final o fator, que foi vetado pelo presidente Lula

segunda-feira, 16 de maio de 2011

O Comerciário 146/abril-2011 - Fique por Dentro!

Clique na imagem e leia

Aos poucos Licença Maternidade de 180 dias é adotada

Por ser um benefício facultativo até o momento, apenas 6,7% das 160 mil grandes empresas instaladas no país estão oferecendo 60 dias a mais de licença-maternidade às suas funcionárias, além dos 120 dias obrigatórios.

Elas começam a acompanhar a tendência de ampliação do benefício no serviço público. Desde setembro de 2008, a União, 23 Estados e 152 municípios concedem o benefício. Projeto de lei que torna obrigatória a licença de 180 dias aguarda votação na Câmara.

40 Vagas Gratuitas Curso Técnico em Comércio

A escola Técnica Estadual Doutora Ruth Cardoso, em São Vicente, possui curso GRATUITO de Técnico em Comércio (período noturno) para a formação de profissionais nesta área.

Os interessados devem inscrever-se até 20 de maio, às 15h, pelo site www.versibilinhoetec.com.br. A taxa de inscrição é R$ 25,00. O curso fica na Extensão da ETEC na Escola Estadual Ênio Vilas Boas, na Cidade Náutica.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Vacina contra Gripe

A Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo recomendou aos municípios paulistas que prorroguem a campanha de vacinação contra gripe, que acabaria hoje (13), até a próxima sexta-feira (20). A recomendação foi feita porque muitas pessoas que deveriam se vacinar ainda não foram imunizadas.

Se você ainda não se vacinou, fique atento e não perca a oportunidade.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Desoneração da Folha de Pagamento: 6% em três anos é a proposta do governo



Foto Fábio Pozzebom/ABr
Em reunião com sindicalistas no Palácio do Planalto, o governo apresentou proposta de reduzir, em três anos, de 20% para 14% a alíquota previdenciária cobrada das empresas sobre o salário do empregado, informou o presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força. 

Com a aprovação do projeto neste ano, a partir de 2012 a folha de pagamento sofreria uma desoneração de dois pontos percentuais por ano até 2014.

Os sindicalistas pediram que, em contrapartida à desoneração da folha de pagamento, que beneficiaria as empresas, o governo se empenhe para a aprovação no Congresso da redução da jornada de trabalho de 44 horas para 40 horas semanais.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Desoneração da Folha de Pagamento é discutida entre governo, trabalhadores e empresários

O governo promete encaminhar ao Congresso, até o fim do primeiro semestre, proposta sobre a desoneração da folha de pagamentos, uma medida essencial para dar competitividade às empresas nacionais. Assim, o governo começa a discutir o assunto com empresários e centrais sindicais, que se reunirão hoje (11/5), com o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria geral da Presidência da República e o secretário-executivo Nelson Barbosa, da Fazenda.

Como tesoureiro nacional da Força Sindical o presidente da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta participará da reunião em Brasília. “De saída, entendo que essa medida tem de ser tomada com muita cautela e debate detalhado para se preservar os direitos dos trabalhadores. Espero que a condução dessa primeira discussão sobre o tema seja encaminhada considerando a desoneração da folha de pagamento como forte geradora de empregos, capaz de diminuir a sonegação de impostos, motivadora de maior competitividade entre as empresas e, também, como grande responsável pela formalização da economia informal, conforme defende a Fecomerciários”, afirmou Motta no Blog da Federação.

Programa de Microcrédito Produtivo Orientado para as Mulheres

A ministra Iriny Lopes, da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM),  e o presidente da Caixa Econômica Federal,  Jorge Fontes Hereda definiram,  nesta quinta-feira (5/5), estratégias para o andamento do protocolo de intenções assinado no mês passado entre as duas instituições. O documento estabelece a realização de ações conjuntas em prol da melhoria da qualidade de vida das brasileiras, por meio do incentivo à atividades produtivas para mulheres.

O  Programa de Microcrédito Produtivo Orientado para as Mulheres será lançado no próximo mês, com o aporte inicial de 15 mil cartas de créditos em todo o país. A primeira fase  será realizada  em 50 municípios que já possuem uma estrutura de políticas para as mulheres  e posteriormente ampliada aos demais. O projeto visa promover a autonomia econômica das mulheres, fortalecendo e ampliando sua inclusão no mercado de trabalho com apoio a iniciativas produtivas e geração de trabalho e renda.
Secretaria de Políticas para Mulheres

terça-feira, 10 de maio de 2011

Redução da Jornada: Centrais vão se mobilizar dia 25 de maio

Dirigentes das centrais sindicais reuniram-se nesta segunda (9) em São Paulo para acertar detalhes de uma agenda comum de disputa no Legislativo. O encontro foi um desdobramento de audiência realizada com o presidente da Câmara, Marco Maia, na semana passada.

Um das decisões é de que haverá mobilização no Congresso, com a presença de dirigentes sindicais, para brigar pela redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais no próximo dia 25 de maio.

Antes dessa mobilização, as centrais voltam a se reunir para afinar o discurso entre ela para seis temas considerados prioritários: redução da jornada sem redução de salários, fim do fator previdenciário, regulamentação da convenção 151, ratificação da convenção 158 e a elaboração de uma legislação pelo fim das práticas antissindicais.
Ag. Diap

segunda-feira, 9 de maio de 2011

158 é a nova Central de Atendimento do Ministério do Trabalho

A partir deste mês, o novo canal de atendimento ao cidadão, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), está operando em todo o país. É a Central de Atendimento gratuita 158 que atende questões sobre legislação trabalhista, seguro-desemprego e abono salarial, além de todos os programas sociais, ouvidoria e ações desenvolvidas pelo MTE. Anteriormente, as informações eram acessadas por dois canais telefônicos 0800. O serviço está disponível de segunda a sábado, das 7h às 19h.

Congresso decide veto de Lula sobre aumento das aposentadorias em 2006

Aposentados e pensionistas do INSS poderão ter reajuste de 11,11% nos benefícios, se o Congresso Nacional conseguir votar e derrubar, nesta quarta-feira (11), veto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à equiparação dos índices de correção para segurados que ganhavam o salário mínimo e acima dele. Em 2006, o governo concedeu somente 5% para os que ganhavam mais que o piso nacional, enquanto quem recebia o mínimo levou bem mais: 16,67%.

Em 2006, emenda que previa a concessão do mesmo percentual para todos no INSS foi apresentada pelo senador Paulo Paim (PT-SP) e rejeitada por Lula no texto final. Na quarta-feira, os parlamentares voltarão a apreciar vetos presidenciais em sessão especial. São mil matérias que poderão entrar na pauta - mas a maioria já teria perdido a validade porque faz parte de leis orçamentárias.

A agenda foi definida pelos presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), e também poderá excluir outra rejeição do ex-presidente, de junho do ano passado: o fim do fator previdenciário. Politicamente, esse é mais improvável, porque o tema está em discussão pelo governo e representações de trabalhadores e aposentados.
Ag. Diap

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Carga horária nas escolas deve aumentar

O Senado aprovou uma lei que eleva de 4h para 4h50 a carga horária diária mínima nas classes de ensino fundamental e médio. O projeto também aumenta a frequência em sala de aula exigida para a aprovação dos estudantes, passando dos atuais 75% para 80% do total das aulas.


O texto será encaminhado para votação na Câmara e, se aprovado, segue para a sanção presidencial. Com carga horária de 960 horas, a lei pode colocar o Brasil a frente da média dos países ricos, que é de 837 horas por ano.



Novo ensino médio visa ao mercado de trabalho

Uma escola mais integrada com as demandas do mercado de trabalho, que atenda às reivindicações da sociedade, torne-se mais atraente aos estudantes e seja livre de comodismos. Esse é o cenário desenhado pelas novas diretrizes do ensino médio, aprovadas ontem pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). O objetivo é aproximar a escola da experiência pessoal do aluno, garantindo-lhe uma formação mais abrangente.

Segundo as novas diretrizes, o ensino médio deve ser estruturado a partir de quatro áreas de atuação - ciência, tecnologia, cultura e trabalho. Em termos práticos, uma escola de uma região turística poderia escolher a área de cultura como eixo de atuação, dando mais espaço na grade às disciplinas de história e geografia, por exemplo. As demais disciplinas também poderiam ser ministradas seguindo esse viés.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Às Mães

- Às Mães que apesar das canseiras, dores e trabalhos, sorriem e riem, felizes, com os filhos amados ao peito, ao colo ou em seu redor; e às que choram, doridas e inconsoláveis, a sua perda física, ou os vêem “perder-se” nos perigos inúmeros da sociedade violenta e desumana em que vivemos...
 
- Às Mães ainda meninas, e às menos jovens, que contra ventos e marés, ultrapassando dificuldades de toda a ordem, têm a valentia de assumir uma gravidez - talvez inoportuna e indesejada – por saberem que a Vida é sempre um Bem Maior e um Dom que não se discute e, muito menos, quando se trata de um filho seu, pequeno ser frágil e indefeso que lhe foi confiado...

- Às Mães que souberam sacrificar uma talvez brilhante carreira profissional, para darem prioridade à maternidade e à educação dos seus filhos e às que, quantas vezes precisamente por amor aos filhos, souberam ser firmes e educadoras, dizendo um “não” oportuno e salvador a muitos dos caprichos dos seus filhos adolescentes... 

- Às Mães precocemente envelhecidas, gastas e doentes, tantas vezes esquecidas de si mesmas e que hoje se sentem mais tristes e magoadas, talvez por não terem um filho que se lembre delas, de as abraçar e beijar...

- Às Mães solitárias, paradas no tempo, não visitadas, não desejadas, e hoje abandonadas num qualquer quarto, num qualquer lar, na cidade ou no campo, e que talvez não tenham hoje, nem uma pessoa amiga que lhes leia ao menos uma carta dum filho...

- também às Mães que não tendo dado à luz fisicamente, são Mães pelo coração e pelo espírito, pela generosidade e abnegação, para tantos que por mil razões não tiveram outra Mãe...e finalmente, também às Mães queridíssimas que já partiram deste mundo e que por certo repousam já num céu merecido e conquistado a pulso e sacrifício... 

A todas as Mães, a todas sem excepção, um abraço e um beijo cheios de simpatia e de ternura! E parabéns, mesmo que ninguém mais as felicite! E obrigado, mesmo que ninguém mais lhes agradeça!
Fonte: APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Centrais e Governo discutem hoje alternativas ao fator previdenciário

As Centrais Sindicais se reúnem hoje com o Ministro Gilberto Carvalho, em Brasília, para discutir alternativas ao fator previdenciário. “O que queremos mesmo é uma condição melhor de aposentadoria do que há hoje”, disse o Deputado Federal e Presidente da Força Paulo Pereira da Silva.

O presidente da Fecomérciários, Luiz Carlos Motta, estará presente. Os sindicatos se reunirão no próximo dia 9 para definir a proposta alternativa que será defendida.

TV Fecomerciários no 1º Maio Unificado

Confira o vídeo e o depoimento do presidente da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta, sobre o maior 1º de Maio do mundo realizado pelas Centrais Sindicais em São Paulo 
(Blog da Fecomerciários)

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Trabalhadores comemoram 1º Maio Unificado em todo país

Cerca de 10 milhões de pessoas participaram em 200 cidades do país, no domingo, 1º de maio, das manifestações organizadas pelas Centrais Força Sindical, CTB, UGT, Nova Central e CGTB. Em São Paulo, reuniram-se 1,5 milhão de trabalhadores.


A comemoração do Dia do Trabalho teve como lema “Desenvolvimento com Justiça Social”. Os sindicalistas defenderam a redução da jornada de trabalho sem redução de salários, o fim do fator previdenciário e a valorização das aposentadorias, a valorização do salário mínimo, o trabalho decente, a igualdade entre homens e mulheres, a valorização do serviço público e do servidor público, a reforma agrária, a educação e qualificação profissional e a redução da taxa de juros.

Na Baixada o evento aconteceu em Vicente de Carvalho e atraiu muitos trabalhadores que encontram diversos tipos de serviços e atividades de lazer para comemorar o seu dia. O Sincomerciários BS esteve representado por sua diretoria e delegação. 

INSS estuda proibir acúmulo de Aposentadoria e Pensão

A Previdência Social planeja impedir que os segurados do INSS recebam aposentadoria e pensão ao mesmo tempo. Com isso, ficam no passado casos como o da mulher que trabalhou desde a juventude e, no fim da vida, recebe sua aposentadoria e a pensão do marido, falecido antes dela. Alterações como essa vão atingir em cheio a concessão de pensões por morte, que hoje representa 25% de todos os 28,2 milhões de benefícios pagos.

As mudanças não seriam restritas aos trabalhadores do setor privado e também se estenderiam ao servidor público. Direitos adquiridos ficariam preservados, assegurou o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, que não fala abertamente sobre as medidas, mas admite que são necessárias.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...