.

.

Info Comerciário 195/2019

quarta-feira, 18 de março de 2015

Crianças que mamam por mais tempo têm renda maior quando adultos

Fonte: Folha de S.Paulo
Que o aleitamento materno traz inúmeros benefícios à saúde da criança não resta dúvida. Agora, pesquisadores brasileiros conseguiram demonstrar, pela primeira vez, que ele também garante mais renda na vida adulta.

O estudo, publicado nesta quarta (18/3) na revista médica britânica "The Lancet", acompanhou por 30 anos um grupo de quase 3.500 bebês nascidos em 1982 no município de Pelotas (RS).

A conclusão é de que se o bebê mama no peito por mais tempo, maiores serão os níveis de inteligência, escolaridade e renda financeira quando adulto.

Amamentação
Por exemplo: uma criança amamentada por 12 meses obteve, aos 30 anos, quatro pontos a mais no escore de QI, quase um ano a mais de escolaridade e a renda aumentada em R$ 341, quando comparada a um bebê que mamou menos de um mês.

Biloti cumprimenta Motta, equipe Fecomerciários, amigos e parceiros durante o evento das mulheres comerciárias

Equipe Sincomerciários BS: Gleice(Pernambucanas), Denise(Casas Bahia), Jane, Biloti, Monalise, Solane
Dia 17/mar, Motta encerrou o "Mulher Valorizada, Comerciária Fortalecida", no Centro de Lazer dos Comerciários, em Praia Grande. Foram reapresentadas as sete deliberações do evento anual realizado pela Fecomerciários. 

Este ano, um público recorde compareceu em quatro dias de evento. Mais de mil mulheres de todo o Estado participaram deste encontro anual e, certamente, estão mais fortalecidas, informadas e preparadas para o trabalho e a rotina diária. 

"Agradeço a participação de todas vocês e quero ressaltar que não há evento igual a este em todo o país. Isso demonstra nosso empenho em lutar pela igualdade de gêneros", disse o presidente em seu discurso de encerramento.

O Sincomerciários BS foi representado no evento pelas diretoras Jane, Monalise, Solane e pelas comerciárias Gleice, das Casas Pernambucanas e Denise das Casas Bahia. O presidente Biloti passou para cumprimentar o presidente Motta, equipe da Fecomerciários, amigos e parceiros como o Sr. Fernando Martins da Fonseca, vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista, que prestigiou o evento.

Empresas podem sofrer multa por discriminação salarial contra mulheres

Fonte: CNTC c/informações Jusbrasil
A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) já proíbe a diferença salarial entre homens e mulheres que exercem o mesmo tipo de atividade. No entanto, muitas empresas ainda resistem em cumprir a exigência. Este diagnóstico foi o ponto de partida para o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) apresentar projeto de lei (PLS 88/2015) endurecendo a cobrança sobre os empregadores. A proposta será votada em decisão terminativa pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

A mudança a ser inserida na CLT foca no desrespeito à igualdade de remuneração. O caso precisará ser apurado em ação judicial e, se constatada a ilegalidade, a empresa será punida com o pagamento de multa em favor da funcionária prejudicada. Seu valor deverá corresponder ao dobro da diferença salarial verificada mês a mês, sem incidir, entretanto, sobre as parcelas e as vantagens de caráter pessoal.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...