Info Comerciário 195/2019

sábado, 29 de setembro de 2012

21º congresso Sindical Comerciário foi sucesso!



"Trabalho, Consciência Política e Dignidade Social, assuntos desenvolvidos neste Congresso, são temas que interessam a todos os comerciários, que ampliando seu conhecimento, se tornam mais aptos para a prática sindical. Assim, mais uma vez, o evento foi um sucesso, discutindo itens relevantes que definiram um conjunto de ações que serão agilizadas por toda a base territorial do Estado de SP, para fortalecer a luta dos trabalhadores por melhores condições de trabalho e de vida! Foi um sucesso!" - considerou o presidente Biloti.


Ações de luta são definidas no encerramento do 21º Congresso Comerciário


Os congressistas do 21º Congresso Sindical Comerciário do Estado de São Paulo aprovaram, por unanimidade, dez deliberações tiradas no evento encerrado neste sábado (29/9). As resoluções foram submetidas ao Plenário pelo coordenador-geral do evento e presidente da Federação, Luiz Carlos Motta, pelo coordenador-executivo, Paulo Cesar da Silva, o Paulinho, e pelo subcoordenador, Antonio Roberto Previde, a partir das palestras e dos debates realizados. 


Prossegue ciclo de palestras

Tidei de Lima - Fortalecimento da Luta Sndical


"O Fortalecimento da Luta Sindical por meio da Conscientização Política" abriu o segundo dia de debates do Congresso, explanada por Antonio Tidei de Lima, que ja exerceu os cargos de deputado federal, prefeito de Bauru, secretário da agricultura do Estado de SP. 

Tidei fez um relato histórico do descobrimento do Brasil até os dias de hoje para mostrar que a maioria dos brasileiros, especialmente o trabalhador, ficou ausente por séculos da vida política, econômica, social e trabalhista, até ser colocado em evidência com a chegada de Getúlio Vargas ao poder, em 1930, quando foram criados o salário mínimo, a CLT, o direito das mulheres ao voto e, principalmente, o direito de se organizar. 


sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Ciclo de palestras enriquece 21º Congresso Comerciário

Fábio Feldmann - Emprego Verde
O consultor, administrador de empresas e advogado Fábio Feldmann abriu na manhã desta sexta (28/9) o ciclo de palestras que compõe a programação do 21º Congresso Sindical que segue até amanhã, no Centro de Lazer dos Comerciários, em Praia Grande.

Feldmann desenvolveu o tema “Economia e emprego verde: efeitos no comércio”, onde resgatou e início da luta pela preservação do meio ambiente. Didático, o palestrante destacou o papel dos comerciários na defesa das medidas em prol do meio ambiente. 


 Unicidade Sindical - Juruna

O sindicalista João Carlos Gonçalves, o Juruna, secretário-geral da Força Sindical discorreu sobre ”A importância da manutenção do atual custeio sindical”  fazendo uma defesa enfática da unicidade sindical e do custeio que, segundo ele, estão ameaçados por conta do aprofundamento de debates sobre mudanças na legislação trabalhista. 

“A Força Sindical tem combatido com energia a pluralidade sindical, por rachar, fragmentar a unidade dos sindicatos. A unidade na base fortalece o sindicalismo. Temos que ficar unidos em torno da unicidade sindical, que traz muito mais resultados para fortalecimento da classe trabalhadora”, defendeu Juruna.


21º Congresso Comerciário começa cheio de energia!



O 21º Congresso Sindical Comerciário começou energizado! O presidente da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta agitou os mais de 800 comerciários presentes, com o anúncio de manifestações que serão realizadas para conscientizar os patrões a avançaram na Campanha Salarial Unificada dos Comerciários.

Cada uma das 8 regionais instaladas no Estado de SP vão realizar manifestações em suas cidades-sede, A ideia é organizar, mobilizar e partir para a ações visando, de fato, conquistarmos uma Convenção Coletiva vitoriosa”.


Congresso Comerciário no Diário do Litoral


quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Reunião de diretores da Fecomerciários



A Reunião Ordinária da Diretoria da Fecomerciários aconteceu nesta quinta (27/9) no Centro de Lazer dos Comerciários, em Praia Grande. Como anfitrião, Arnaldo Azevedo Biloti, presidente do Sindicato de Santos, recebeu os diretores e convidados. Encabeçada pelo presidente da Federação, Luiz Carlos Motta, foram discutidos assuntos internos de interesse da categoria comerciária. Ainda hoje, o Centro de Lazer recebe dirigentes sindicais e funcionários dos 67 sindicatos filiados para a abertura do 21º Congresso Sindical.
Fonte e foto Fecomerciários

Subsede Praia é inaugurada e já está à disposição!


O Sincomerciários BS inaugurou com uma cerimônia singela a nova Subsede em Praia Grande, um anseio dos trabalhadores daquela região. 

Estiveram presentes ao evento representantes dos Sincomerciários de Mogi das Cruzes, Piracicaba, Bragança, Limeira, Marília, Taubaté, Ourinhos, Araras, Matão, São Carlos, Sinprafarmas Santos, além do presidente da Fecomerciários Luiz Carlos Motta e o secretário adjunto do Trabalho do Estado de São Paulo, Aparecido Bruzarrosco.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Crédito para móveis, eletrodomésticos e material de construção


Os juros do cartão da Caixa Econômica Federal para compra de materiais de construção foram reduzidos para clientes com renda individual mensal de até R$ 1.600 - a primeira faixa de renda do programa Minha Casa, Minha Vida.  O banco também lançou o Moveiscard, um cartão para financiamento de móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos com crédito facilitado para as faixas de renda do programa (veja tabela). Ambos os produtos bancários estarão disponíveis nas mais de 3 mil agências da Caixa a partir de 1º de outubro.
 
As novas condições no Construcard permitem juros de 0,9% ao mês mais Taxa Referencial (TR) e prazo de até 72 meses para pagar, atendendo à parcela da população com menor renda. 
 

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Trabalhar como comerciária é a primeira opção das brasileiras


Segundo a coluna de Mônica Bergamo desta segunda (24/9), na “Folha de S. Paulo”, trabalhar como empregada doméstica não é mais a principal opção das mulheres brasileiras. A bola da vez agora é trabalhar no comércio. Os números da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) revelam que o contingente de domésticas caiu de 6,7 milhões há três anos para 6,2 milhões no ano passado.

Em percentuais, as empregadas domésticas, em 2009, eram 17% do total de 39,4 milhões de trabalhadoras, base que se manteve estável. Em 2011, passaram a ser 15,7%.

Pela primeira vez, o percentual de domésticas não ficou no topo do ranking – mas em terceiro lugar. As campeãs agora são as comerciárias, que saltaram de 6,5 milhões em 2009 (16,5% do total) para 7 milhões (17,6%). Em segundo, o grupo ocupado em educação, saúde e serviço social.

"Isso indica qualificação e também pode ser atribuído a políticas públicas", diz a ministra Eleonora Menicucci, das Mulheres.

21º Congresso Sindical Comerciário acontece nesta semana em Praia Grande


A Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo (Fecomerciários), que representa 2,5 milhões de trabalhadores, finalizou os últimos detalhes do 21º Congresso Sindical Comerciário, tradicional evento que será realizado de 27 a 29 de setembro, no Centro de Lazer dos Comerciários em Praia Grande/SP. O tema desta edição é “Trabalho, Consciência Política e Dignidade Social”.


O Congresso vai reunir mais de 600 participantes, oriundos dos 67 Sindicatos Filiados. A Fecomerciários convidou autoridades, parlamentares e personalidades estaduais e regionais para participar do evento, como o governador Geraldo Alckmin, o ministro do Trabalho, Brizola Neto, o secretário de Emprego do Estado, Carlos Ortiz e o secretário-adjunto Aparecido de Jesus Bruzarosco.

Renomados palestrantes vão se aprofundar em torno do tema central do Congresso, mostrando os efeitos do emprego verde no comércio; manutenção do custeio sindical; ações do movimento sindical comerciário; luta sindical e conscientização política; avanço da participação feminina nos movimentos sociais e jornalismo e segurança pública.

“O tema do 21º Congresso foi escolhido por ir ao encontro das propostas traçadas pela diretoria da Federação. O item Trabalho está atrelado ao trabalho decente e à economia e trabalho verde. No caso de Consciência Política, o assunto vai reforçar a politização da categoria comerciária em benefício da prática sindical. Por fim, a Dignidade Social fará avançar ações que a nossa Federação e seus 67 Filiados vêm realizando em nome do exercício de um sindicalismo cidadão”, explica o presidente Luiz Carlos Motta, que coordena o evento com os diretores Paulo Cesar da Silva e Antonio Roberto Previde.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Governo estuda flexibilizar CLT, sindicalistas criticam


Sindicalistas veem com ceticismo a possibilidade de o governo flexibilizar as leis trabalhistas brasileiras, em vigor desde 1969. O governo analisa um projeto inspirado no modelo alemão, pelo qual empregados e patrões poderiam fechar acordos com normas diferentes das da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
Um grupo formado por representantes de centrais sindicais e do Planalto já partiu rumo à Alemanha para estudar os arranjos feitos por lá. A grande questão, segundo os sindicalistas, é que o padrão estudado pelo governo pode se encaixar para o setor automotivo, mas não é viável para o restante dos trabalhadores do país.

Começa negociação coletiva dos Empregados em Concessionárias de Veículos


A primeira rodada de negociação entre os representantes dos comerciários em concessionárias de veículos e a classe patronal aconteceu na quinta (20/9), na Capital paulista. Luiz Carlos Motta, presidente da Fecomerciários, acompanhado de dirigentes sindicais comerciários que pertencem às oito Regionais da Federação distribuídas no Estado, conduziu o encontro ao lado do presidente do Sindicato patronal (Sincodiv), Octavio Vallejo.

Na reunião foram expostos números acerca de vendas, lucros e do mercado automotivo, o que gerou contraposição de dados. “Respeitamos as exposições apresentadas pelos patrões; mas exigimos o mesmo em relação aos nossos levantamentos do mercado que, o nosso ver, está muito propício para conquistarmos aumento real, reajuste digno e avanço nas cláusulas sociais, como convênio médico e fornecimento de cestas básicas”, salientou Motta.

O presidente Vallejo, por suas vez, defensor dos dados apresentados, solicitou: ”Vamos investir no diálogo e no bom senso para assinarmos, o quanto antes, esta Convenção Coletiva de Trabalho”.
Fonte e foto Fecomerciários

domingo, 23 de setembro de 2012

23 de setembro - Dia Internacional contra Exploração Sexual e Tráfico de Mulheres e Crianças



Vendedores de mulheres, crianças e adolescentes: se nunca tiveram crises de consciência, agora têm mais motivos para se preocupar. 

As denúncias se multiplicam, cada vez mais pessoas dizem NÃO ao comércio sexual,  exigindo punições!

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Começa a temporada de contratações


Começa a temporada de contratações, na indústria e no comércio, de trabalhadores para reforçar o fim do ano. A estimativa é que 150 mil vagas sejam criadas em todo o Brasil, aumento de 5,5% em relação ao ano passado. De cada quatro vagas temporárias, três estão no comércio, que é também onde há mais chances de efetivação. O fim de ano nas lojas é uma espécie de temporada de caça ao bom vendedor.

O comércio aproveita essa época para avaliar as pessoas. Então todos aqueles que têm bom resultado são absorvidos. Aqueles que não são absorvidos são aproveitados em uma próxima oportunidade”, explica o consultor em Recursos Humanos Celso Bazzola.

Fonte G1 - veja o vídeo

Convenção coletiva se incorpora ao contrato de trabalho, decide Justiça trabalhista


O Tribunal Superior do Trabalho (TST) divulgou, na última sexta-feira (14), alterações em sua jurisprudência. A decisão foi tomada depois de uma semana de discussões, a partir de sugestões enviadas por mais de 100 entidades, inclusive sindicatos.

Uma das mais importantes mudanças trata das convenções coletivas de trabalho. Pela nova redação dada à Súmula 227, as cláusulas de uma convenção ou acordo coletivo incorporam-se ao contrato individual de trabalho e só poderão ser suprimidas ou modificadas por negociação coletiva.

Há ainda outras questões: pagamento com adicional de hora extra dos horários de intervalos de descanso que não foram respeitados pela empresa; direito de reintegração do trabalhador com doenças graves ou portador do vírus HIV quando a demissão suscitar "estigma ou preconceito"; estabilidade no emprego em caso de gravidez ou acidente de trabalho aos contratados por prazo determinado.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

SUBSEDE PRAIA GRANDE


Temos a grata satisfação de comunicar que nossa subsede em Praia Grande estará funcionando a partir do dia 27 de setembro. 

Os serviços de homologação e orientação trabalhista estarão disponíveis somente a partir de 1º de outubro

Venha nos visitar, será um prazer recebê-lo!

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Centrais vão propor ao governo criação de fundo para reduzir rotatividade no mercado de trabalho

As centrais sindicais pretendem apresentar ao governo federal um conjunto de propostas para combater a alta rotatividade no mercado de trabalho e evitar possíveis mudanças no seguro desemprego e no abono salarial. Uma delas propõe a criação de um fundo garantidor, que seria financiado pelo repasse do adicional de 10% da multa sobre o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e gerido pelo governo, centrais sindicais e empresários.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

O que é permitido e o que não é permitido no período eleitoral


Ag. Br
No período de campanha e no dia das eleições, há uma série de normas e procedimentos que têm de ser seguidos por eleitores, candidatos a cargos eletivos e cabos eleitorais. Definidas pela Justiça Eleitoral, tais regras dizem respeito, por exemplo, ao uso da internet, de camisetas e bonés e à distribuição de folhetos ou santinhos, além de estabelecerem critérios para a realização de comícios, carreatas e caminhadas.

Veja aqui o que é permitido e o que não é permitido no período eleitoral:

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

CNTC amplia campanha pela regulamentação da profissão de comerciário



Está circulando em todo o País um folheto distribuído pela CNTC (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio) para divulgação da campanha de regulamentação da profissão de comerciário, luta encabeçada pela Confederação com apoio das federações e sindicatos filiados.

Ao mesmo tempo, a CNTC criou um link para seu site (www.cntc.org.br/regulamentacaoja), com mais detalhes sobre a campanha e o projeto que já passou pelo Senado e está prestes a ser aprovado na Câmara dos Deputados.

No folheto e no site, a CNTC destaca que o Brasil tem 12 milhões de trabalhadores no comércio. “Existem mais comerciários no Brasil que habitantes em Portugal. São 12 milhões que merecem ter a sua profissão regulamentada. Uma luta que começou há 16 anos com um projeto da CNTC e que só pode ser vencida com o seu apoio”.

Destaque também, no site, para os benefícios que a regulamentação traz para os comerciários, como piso salarial, jornada de 44 horas, função especificada, acesso à educação, formação e qualificação profissional, entre outros.

Justiça seja feita: TST define regras e amplia direitos de trabalhadores


O TST (Tribunal Superior do Trabalho) revisou vários entendimentos sobre regras trabalhistas, o que, na maioria dos casos, aumentou a segurança dos trabalhadores.

Durante toda a semana, o tribunal reviu súmulas e orientações para jurisprudência -entendimentos que norteiam as decisões de futuros conflitos. Ao todo, 43 temas foram discutidos. Em 38 houve algum tipo de alteração.
Os novos entendimentos já estão valendo, segundo o TST. 

Algumas das principais decisões foram:

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

MPT busca donos de R$ 600 milhões no FGTS


O Ministério Público do Trabalho (MPT), por meio de uma tarefa inusitada, está à procura dos donos de R$ 600 milhões referentes a depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). 

O montante foi acumulado desde a criação do fundo, em 1967, por empresas ou prefeituras que não identificaram quem seriam os trabalhadores beneficiados no momento dos depósitos. Em abril, a Caixa Econômica Federal (CEF) e o MPT firmaram uma parceria para encontrar os proprietários desse dinheiro, mas de lá para cá pouco se avançou.

Segundo o MPT, a busca desses trabalhadores evitará que se reclame na Justiça o FGTS não depositado. Muitos descobrem no curso dos processos que os valores estão na Caixa, mas não foi realizada a discriminação do beneficiário. 

O problema foi descoberto em 2010. Em abril, após a celebração do convênio, a Caixa se comprometeu a encaminhar ao MPT os nomes das empresas e prefeituras de todo o País que depositaram valores sem identificação. São Paulo é o estado que acumula o maior valor a ser individualizado.
Jornal Valor

Brasil enfrenta epidemia de acidentes de trânsito


Levantamentos feitos pelo Ministério da Saúde sobre internações hospitalares e gastos com tratamento mostram que o Brasil enfrenta “uma epidemia” de acidentes de trânsito, segundo a coordenadora da Área Técnica de Vigilâncias e Acidentes da pasta, Marta Maria Alves da Silva. Em 2011, foram internadas em hospitais da rede pública 153.565 vítimas de acidentes de trânsito, o que gerou um gasto de R$ 200 milhões aos cofres públicos. A agravante é que, do total das internações, praticamente a metade – 48% – envolveu motociclistas.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Candidaturas femininas superam percentual definido em lei

Pela primeira vez, desde que entrou em vigor a lei que reserva às mulheres 30% das candidaturas, o percentual foi superado: 31,7% das inscrições para o pleito de 7 de outubro são de mulheres. No entanto, os partidos políticos não dão a devida ênfase ao cumprimento da lei e precisam dar mais apoio às mulheres candidatas.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Anote em sua agenda

Jogos Comerciários de Futsal

As inscrições serão aceitas até 24 de setembro.



Paulident São Vicente

Novo endereço: Rua João Ramalho, 803, 5º andar, sala 52 - Fone 3568-1870

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Feminicídio


Os assassinatos de mulheres motivados pelo ódio contra elas são crimes de feminicídio. Os dados do Mapa da Violência demonstram que, no Brasil, se matam mais mulheres que numa guerra. De 1997 a 2007, mais de 40 mil mulheres foram assassinadas. Em muitos países latino-americanos, as mulheres morrem por serem mulheres. 

A sociedade vai mudando e novas categorias de crimes vão surgindo. No Brasil, a violência de gênero não só aumenta em quantidade como também em formato, caracterizados sempre por requintes de crueldade.

É hora de expor o assunto.

Depois de 11 anos, os danos continuam a ceifar vidas


Em 11 de setembro de 2001, houve uma série de ataques suicidas coordenados pela rede Al Qaeda em cidades norte-americanas. De manhã, 19 homens ligados à rede sequestraram quatro aviões comerciais de passageiros e usaram dois deles para atingir as Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova York.

Os ataques às Torres Gêmeas mataram todos que estavam nos aviões e muitos dos que trabalhavam nos edifícios. Os prédios desmoronaram em duas horas, destruindo construções vizinhas e causando outros danos. O terceiro avião de passageiros caiu contra o Pentágono, em Arlington, Virgínia, nos arredores de Washington.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Brasil: país de oportunidades!



O slogan das comemorações do Dia da Independência neste ano sintetiza a busca por uma sociedade mais justa, baseada no trabalho e na garantia de direitos: “Brasil, um país de oportunidades”. Nos últimos anos, os indicadores sociais e econômicos têm revelado uma sociedade com menos desigualdade e mais qualidade de vida. 


Apesar das preocupações com a crise internacional, os índices de confiança do empresariado e das famílias permanecem na faixa de otimismo. De acordo com o boletim “Economia Brasileira em Perspectiva”, do Ministério da Fazenda, isso se dá por causa dos indicadores positivos. 

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

7 de Setembro - Dia da Pátria


Brasil, um milagre construído com os erros e acertos do passado, com o suor dos humildes, o sangue dos heróis e o sacrifício de inúmeras gerações. Moldado por um povo que merece respeito e dignidade!

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Fator previdenciário: redutor não incentivou trabalhador a adiar pedido de benefício


O reconhecimento do governo de que o fator pouco influenciou a idade de aposentadoria dos segurados partiu do diretor do Regime Geral do Ministério da Previdência Social, Rogério Costanzi, em audiência pública na Câmara, em março. Segundo ele, a idade média da aposentadoria pelo INSS se estabilizou, desde 2002, em 54 anos entre os homens e em 51 anos entre as mulheres. O fator foi instituído em 1999 para coibir as aposentadorias precoces.


quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Reunião prepara negociação coletiva para os trabalhadores em concessionárias de veículos



O presidente Biloti, acompanhado do advogado José Stalin, integrou equipe da Fecomerciários, liderada pelo presidente Luiz Carlos Motta, que se reuniu com equipe do Sincodiv, dia 4 de setembro, para uma preparatória à negociação coletiva de trabalho que terá início em outubro e deve beneficiar cerca de 70 mil trabalhadores no Estado de SP, com data base em 1º de outubro.

Octávio Vallejo, presidente do sindicato patronal de concessionárias de veículos, informou que a pauta de reivindicações que a Fecomerciários entregou, recentemente já está sendo analisada pelos empregadores distribuídos em aproximadamente duas mil empresas em todo o Estado de São Paulo.

Participaram da reunião, dirigentes comerciários, advogados e assessores de ambas as partes. O presidente Motta frisou: “As negociações serão desenvolvidas nas oito Regionais da Federação, como já está ocorrendo com os comerciários”, ressaltando que “as negociações serão conjuntas; entretanto, nas assinaturas, dependendo do caso, podem ser feitas separadamente. Acreditamos no diálogo e nossas reivindicações são justas”.

Ao elogiar a posição do presidente Motta e passados os apontamentos pela mesa, como, por exemplo, do trabalho dos comerciários aos domingos, Vallejo sublinhou: “O momento, agora, é de reflexão e de transparência nas negociações. Estamos analisando a pauta entregue e programando assembléias que devem acontecer até a terceira semana de setembro”.
Fonte: Fecomerciários

DIAP/Dieese: entidades se unem por projetos sindicais no Congresso


A partir de agora, os projetos de interesse do movimento sindical que tramitam no Congresso Nacional serão impulsionados por um acordo entre o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e o Departamento Intersindical de Assuntos Parlamentares (Diap). 
 
A ideia é aproximar o Dieese, responsável pelo levantamento de dados e estatísticas que subsidiam os sindicatos nas negociações salariais e trabalhistas com as empresas, do Diap, que acompanha os projetos de deputados e senadores ligados ao mundo sindical.
 
O acordo inédito entre Dieese e Diap prevê a ação conjunta, por meio da "mobilização de suas unidades, agentes e serviços" para cumprir o objetivo de melhor subsidiar parlamentares em votações de interesse das centrais sindicais. 
 
O acordo foi estimulado por representantes das quatro maiores centrais do País: Central Única dos Trabalhadores (CUT), ligada ao PT, Força Sindical, do PDT, União Geral dos Trabalhadores (UGT), cuja direção é filiada ao PSD, e a Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), o braço sindical do PCdoB.
Diap

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Planos de saúde podem vir a cobrir medicamentos

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) quer que as operadoras de planos de saúde passem a cobrir medicamentos, de uso domiciliar, para pacientes com doenças crônicas. Para isso, irá oferecer às empresas incentivos, tanto financeiros quanto não financeira. 

A agência anunciou que já abriu consulta pública sobre o tema, para receber sugestões. Nos planos individuais, as doenças que teriam remédios garantidos são as que, de acordo com a ANS, ocorrem com mais frequência na população, como diabetes mellitus, asma brônquica e doença pulmonar. Nos planos empresariais, a lista de doenças dependerá de acordo entre a empresa contratante e a operadora. 
Anvisa

Oferta de mão de obra jovem diminui, desemprego cai


O ritmo mais fraco de crescimento da oferta de mão de obra tem um peso fundamental para explicar a baixa taxa de desemprego, dizem economistas que acompanham com atenção o mercado de trabalho. A população de 18 a 24 anos, por exemplo, está até mesmo encolhendo – depois de atingir 23,9 milhões de pessoas em 2005, recuou para 22,7 milhões em 2009 e deve cair para 21,9 milhões neste ano, segundo estimativas do departamento econômico do Bradesco, feitas com base em projeções do IBGE por faixa etária.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...