Info Comerciário 194/2019

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Sindicalização, um direito do trabalhador!

O trabalhador esclarecido sabe que a sindicalização é um direito, que está previsto no artigo 8 da Constituição Federal e na Convenção 87 da OIT - Organização Internacional do Trabalho. Os sindicatos são os legítimos representantes dos trabalhadores, que ao se sindicalizarem estão agregando força à categoria.

 Sendo forte o sindicato consegue manter os direito já conquistados, além de ampliá-los. Benefícios como férias, PLR, licença maternidade e política de preservação do salário mínimo, foram frutos de intensa mobilização sindical. 

Para que mais conquistas sejam alcançadas, como 40 horas semanais, fim do fator previdenciário, fim do assédio moral, entre outras, é necessário que os trabalhadores se mobilizem, exerçam sua cidadania sindical, apoiem a entidade e participem das assembleias para tomar decisões que influenciam diretamente o trabalho e a qualidade de vida. É preciso participar!

Protegendo nossas crianças!

Conselho Nacional de Justiça - CNJ

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Biloti participa da inauguração da Subsede do Sincomerciários de Itú


Sindicalistas da Fecomerciários prestigiam a inauguração da subsede Indaiatuba, do Sindicato dos Comerciários de Itú e Região, presidido por Luciano Alves Ribeiro.

Antes da inauguração a diretoria da federação reuniu-se, coordenada pelo presidente Motta, para discutir assuntos de interesse federativo e da categoria.

Impostos pagos pelos brasileiros este ano chegam a R$ 1,5 trilhão

Fonte: Fecomerciários c/informações G1
O valor pago pelos brasileiros em impostos federais, estaduais e municipais desde o início do ano alcançou R$ 1,5 trilhão, na noite desta quarta-feira (26/11), segundo o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Em 2013, essa marca foi alcançada somente no dia 9 de dezembro.

O painel eletrônico que calcula a arrecadação em tempo real está instalado na sede da associação, na Rua Boa Vista, região central da capital paulista.

“Os dados do Impostômetro revelam que a arrecadação de tributos vem crescendo mais lentamente neste ano, em função do baixo nível de atividade. O forte desequilíbrio fiscal de 2014, no entanto, decorre muito mais de crescimento acentuado da despesa pública”, diz Rogério Amato, presidente da ACSP e da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo).

O total de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internet, na página do Impostômetro. Na ferramenta, criada em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), é possível acompanhar quanto o país, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.

Também se pode fazer comparações do que os governos poderiam fazer com o dinheiro arrecadado, como quantas cestas básicas se poderia fornecer e quantos postos de saúde poderiam ser construídos. O Impostômetro encerrou o ano de 2013 com a marca recorde de R$ 1,7 trilhão.

Piso Regional de São Paulo poderá chegar a R$ 920

Fonte: Fecomerciários
O presidente Luiz Carlos Motta, da UGT SP e Fecomerciários, e representantes de todas as Centrais Sindicais participaram na manhã desta quarta-feira (26/11), no Palácio dos Bandeirantes, de reunião no qual o governador Geraldo Alckmin anunciou a aceitação da proposta de Piso Regional apresentada pelos sindicalistas no encontro anterior, também no Palácio, dia 24 de novembro.

Em vez de três faixas salariais (hoje estabelecidas em R$ 810,00, R$ 820,00 e R$ 835,00), o governador vai instituir Piso Regional com duas faixas de reajuste. A primeira subiria de R$ 810,00 para R$ 905,00 e a segunda de R$ 820,00 para R$ 920,00.

Para entrar em vigor no dia 1º de janeiro de 2015, o governo do Estado de São Paulo vai transformar a proposta das Centrais em projeto de lei e encaminhá-lo à Assembleia Legislativa para ser votado até o final de dezembro. Todas as seis centrais estavam representadas na reunião.

Tecnologia para combater violência contra a mulher

Hackers, programadores e especialistas em assuntos relacionados a gênero começaram nessa terça-feira (25/11) a trabalhar efetivamente nos 22 aplicativos que vão usar tecnologias digitais para traduzir dados públicos de maneira útil e acessível a qualquer pessoa.

Reunidos no Salão Branco da Câmara dos Deputados, eles participam da 2ª edição do Hackathon – espécie de maratona colaborativa que desafia desenvolvedores de soluções digitais. Neste ano, os 47 participantes deverão criar aplicativos para ampliar a transparência de dados públicos sobre “violência contra a mulher” e sobre “políticas públicas de gênero e cidadania”.

Uma dos projetos de aplicativo, por exemplo, pretende fornecer informações úteis sobre a violência obstétrica, que envolve agressões físicas ou emocionais de gestantes por parte dos profissionais da área da saúde.


A Nova Cara da Aposentadoria - Mulheres

Fonte: Diap c/informações Monitor Mercantil
Após divulgar no início deste ano a pesquisa “A nova cara da aposentadoria”, a seguradora Aegon, parceira global da Mongeral Aegon no Brasil, divulga estudo sobre “A Nova Cara da Aposentadoria - Mulheres: equilibrando família, carreira e segurança financeira”, com o objetivo de fornecer uma ampla perspectiva sobre porque as mulheres acham tão difícil planejar a aposentadoria, quais são suas aspirações, preocupações e obstáculos.

O estudo sugere ainda uma série de caminhos para contribuir para o desenvolvimento do planejamento financeiro feminino.

Em termos gerais, ao mesmo tempo em que as mulheres possuem maior expectativa de vida em relação aos homens, de 4 a 5 anos a mais em média, elas estão pouco preparadas financeiramente para a aposentadoria. Do total pesquisado, 40% nem sequer sabem se estão no caminho certo para atingir a renda que vão precisar quando aposentadas e 20% acreditam que já fazem o suficiente.

Outro resultado mostra que, mesmo com maior independência financeira e inserção no mercado de trabalho, mais da metade das entrevistadas (54%) acredita que serão dependentes da renda do cônjuge. Em contraste, apenas 12%, dizem que não esperam que seus esposos sejam a grande fonte de renda na aposentadoria.


Hábitos de poupança e planejamento

Lei Maria da Penha protege mãe maltratada

Conselho Nacional de Justiça - CNJ

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Mais de cinco mil mulheres são assassinadas a cada ano no Brasil

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) apresentou, nesta quarta-feira (25), na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara (CCSF), a pesquisa “ Violência contra a mulher: Feminicídios no Brasil / Feminicídios: a violência fatal contra a mulher”, com a apresentação de dados inéditos, corrigidos, sobre taxas de feminicídios e perfil das mortes de mulheres por violência no Brasil e nos estados.

De acordo com a pesquisa, no Brasil, no período de 2009 a 2011, ocorrerem, em média, 5.572 mortes de mulheres a cada ano, 464 a cada mês, 15,3 a cada dia ou uma morte a cada hora e meia. (...)


UGT SP faz plenária para discutir ampliação da estrutura no Estado

Fonte/Foto: Fecomerciários
O presidente Biloti participou da plenária da UGT SP, nesta terça-feira (25/11), no Premium Hotel, na cidade de Campinas, com a participação de dirigentes sindicais comerciários e de outras categoriais de todo o Estado. Os participantes deram várias sugestões para o crescimento da estrutura da Central estadual. Elas serão encaminhadas à Executiva da UGT Nacional para serem analisadas e colocadas em prática.

O presidente da UGT SP e da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta, dirigiu os trabalhos e encerrou a plenária com o seguinte discurso: “Precisamos mostrar a capacidade dessa união com todas as categorias de trabalhadores. Vamos ser uma Central Sindical diferenciada. Foi um dia muito produtivo porque ouvi grandes ideias. A UGT SP vai ajudar a fortalecer a Nacional. A nossa união vai fazer a diferença no Estado de São Paulo”.

COBAP diz que lucro do INSS é de R$ 711 bilhões em 12 anos

A Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (COBAP) e as Federações, encabeçadas pela Federação de Aposentados e Pensionistas do Mato Grosso do Sul (FAPEMS), estão encaminhando a todos os parlamentares do Congresso Nacional uma tabela que contem todo o orçamento da Seguridade Social de 2001 a 2013 e consta com o superávit de R$711.144 bilhões. O valor dá uma média anual de R$54.703 bilhões.

O valor foi arrecadado exclusivamente via contribuições sociais e destinam-se ao financiamento da Assistência Social, Saúde e Previdência Social, porém o Executivo vem utilizando as contribuições para outros fins.

Segundo o presidente da FAPEMS, Alcides Ribeiro, “isso também vem ocorrendo via desoneração da folha, onde é cancelada uma contribuição social e cria-se um novo imposto, transferindo assim o total arrecadado do Orçamento da Seguridade Social para o Orçamento Fiscal”.

A tabela fornece aos parlamentares, especialmente aos deputados, que votarão o projeto de lei 4434/08 (reajuste das aposentadorias e pensões pagas pela Previdência), todos os dados necessários para que tenham a convicção definitiva que o orçamento constitucionalmente destinado a abrigar Assistência Social, Saúde e Previdência é sucessivamente superavitário.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Miss Comerciária Paulista 2014


O título de Miss Comerciária Paulista 2014 foi para a candidata Leticia Franco de Moraes, de Jundiaí. Ela venceu 33 candidatas na passarela. O evento, comemorado em estilo country e com o tema “câncer de mama”, foi prestigiado por cerca de 400 pessoas, que lotaram o auditório do Centro de Lazer da Fecomerciários em Praia Grande na noite de sábado, 22 de novembro.

A vencedora ficou radiante com o título: “Estou muito feliz por ter representado minha cidade e conquistado a primeira colocação", disse Leticia, que recebeu a coroa de Juliana Pereira, de Barretos, Miss Comerciária Paulista 2013.

O segundo lugar foi para Jéssica dos S. Melo, de São Paulo, e o terceiro para Leticia M.J.A. de Paula, de Lorena. Já o quarto ficou com Nathalia Montezano da Silva, de São José do Rio Preto, e o quinto para Juliene Indianara Gomes, de Taubaté. Já a Miss Simpatia é Bruna Freitas, candidata de Fernandópolis.

O Sincomerciários BS foi representado por Camila  Martins Santiago, mas a dura competição não permitiu sua classificação. Entretanto, sua beleza singela ficou marcada na festa. Valeu Camila!

Campanha 16 dias de ativismo

Fonte: SPM-PR
Começa terça-feira (25/11) a Campanha 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, com o objetivo de promover o debate e denunciar a violência contra as mulheres. Em 1991, mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (Center for Women’s Global Leadership – CWGL/EUA), iniciaram a campanha. O centro, fundado pela feminista Charlotte Bunch, em 1989, atua no desenvolvimento de programas para preparar as mulheres para liderança. Atualmente mais de 10 países participam da campanha.

Iniciada em 25 de novembro, Dia Internacional de Não Violência Contra as Mulheres, a campanha termina no dia 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil, a 16 dias de ativismo é realizada desde 2003 por meio de ações de mobilização, palestras, debates, eventos e encontros. A Campanha dos 16 Dias de Ativismo recebe adesões institucionais, de empresas públicas, privadas e organizações não governamentais. 

O valor do BEM

Lourival Lopes
Nunca esqueça o valor do bem. Um bem, por menor que seja, um olhar, um sorriso, um aceno, um aperto de mão, um muito obrigado, podem marcar fortemente o coração de quem os dá e de quem os recebe.

Está em você uma imensa capacidade de fazer o bem, uma poderosa geratriz de alegria, um manancial precioso de esperança. Tudo de bom que no mundo existe está também dentro de você.

Compreenda isso. Toda vibração de bondade, de alegria ou ânimo que você emite produz ressonâncias de volta, traz recompensas. Ajude e será feliz. O bem que você faz aos outros o faz a si mesmo!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Uma em cada três mulheres é vítima de violência no mundo

Fonte/Foto: Agência Brasil
Uma em cada três mulheres é vítima de abusos físicos em todo o mundo, indica uma série de estudos divulgados hoje pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Entre 100 milhões e 140 milhões de mulheres são vítimas de mutilação genital e cerca de 70 milhões se casam antes dos 18 anos, frequentemente contra a sua vontade. Os dados indicam que 7% das mulheres correm o risco de sofrer violência em algum momento das suas vidas.

A violência, exacerbada durante conflitos e crises humanitárias, tem consequências dramáticas para a saúde física e mental das vítimas. “Nenhuma varinha de condão vai eliminar a violência contras as mulheres. Mas a prática revela que é possível realizar mudanças nas atitudes e nos comportamentos, que podem ser conseguidos em menos de uma geração”, afirmou Charlotte Watts, professora na Escola de Higiene e Medicina Tropical em Londres e coautora dos documentos.

Negociação coletiva e terceirização


Negociação coletiva
A proposta (PLS 296), do senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), pretende excluir a previsão de recusa à negociação coletiva e determinar que, para fins de negociação coletiva, a empresa é obrigada a prestar informações sobre sua situação econômica e financeira, no prazo de sete dias a contar da formalização do pedido pelo sindicato profissional.


Impõe ao sindicato solicitante o dever de resguardar o sigilo das informações fornecidas pela empresa, mesmo após o final da negociação, ainda que frustrada.

Matéria aguarda parecer do relator para discussão e votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Em seguida será apreciada pelas comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Assuntos Sociais (CAS), em decisão terminativa. 


Expansão da terceirização
O PLS 87/10, do ex-senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), que expande a terceirização. T rata-se do mesmo texto do PL 4.330/04, só que em discussão no Senado.


Proposição aguarda parecer do relator para discussão e votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A matéria ainda será apreciada pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), em decisão terminativa.

Conviva com a diferença! Precisa ajuda?

Ofereça ajuda se quiser, mas espere que sua oferta seja aceita, antes de ajudar a pessoa com alguma deficiência.

Se a pessoa estiver precisando de ajuda, vai aceitar sua oferta e explicar exatamente o que você deve fazer para ser útil a ela.

Lembre-se: está dica serve para qualquer situação na qual alguém pareça estar precisando de ajuda.
Fonte: Cartilha Conviva com a Diferença/ Sincomerciários SP/UGT

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Concurso de Poesia: Inscrições só até 25/nov


A Fecomerciários vai promover o 2º Festival de Poesia, com premiação em dezembro, com o objetivo de descobrir novos talentos e promover a literatura brasileira.

Poderão se inscrever apenas comerciários e práticos de farmácia, até 25 de novembro, com um poema inédito e de até 40 linhas, tendo como tema a “Cidadania” – tema que abrange educação, trabalho, meio ambiente, política, comportamento, ética etc. Deve ser apresentado em quatro vias e assinado por pseudônimo. A inscrição deve ser feita no seu Sindicato ou enviada para o e-mail da Secretaria da entidade. Acesse o regulamento AQUI.

A Comissão Julgadora será composta por três profissionais do segmento de literatura, com reconhecida capacidade intelectual e experiência no setor.

A premiação para os três melhores textos ocorre no dia 6 de dezembro, no Centro de Lazer da Fecomerciários, em Praia Grande, durante a confraternização de final de ano dos comerciários. Os prêmios serão de R$ 3 mil para o primeiro colocado, R$ 2 mil para o segundo e R$ 1 mil para o terceiro.

Informativo Comerciário nº 171 online


10 Dicas para o trabalho em equipe

Fonte: Blog LM
Uma equipe unida e em sintonia com o trabalho é o sonho de qualquer organização. Contudo, formar esta equipe não é uma tarefa fácil e exige um exercício diário de relacionamento e compreensão. Pensando nisso, preparamos uma lista com 10 dicas essenciais para tornar o ambiente de trabalho um lugar mais prazeroso e melhorar o desempenho do trabalho coletivo.

1. Saiba Ouvir – respeite as opiniões de seus colegas de trabalho e procure compreendê-las antes de julgá-las. Ao se permitir ouvir, é possível que novas ideias venham à tona no ambiente de trabalho.

2. Compartilhe as suas Dificuldades – ninguém é o detentor do conhecimento absoluto. Sempre que sentir dificuldades, compartilhe com seus colegas, peça opinião, sugestões e crie um ambiente de construção coletiva de conhecimento.

3. Evite críticas vazias – evite realizar críticas vazias ou sem fundamentos. Ao identificar alguma falha, problema ou fator negativo no trabalho do seu colega, converse e busque entender melhor qual foi o motivo.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Conhecendo os direitos previdenciários


O auditório da União Geral dos Trabalhadores (UGT) sediou o encontro que proporcionou a formação de multiplicadores sobre os assuntos relacionados à Previdência Social. O seminário, promovido pelo Sindicato dos Comerciários de São Paulo, aconteceu dia 18/11 em parceria com a Diretoria de Assistência Social e Previdenciária/Coordenadoria Previdenciária, com o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) e com a Gerência Executiva São Paulo Centro / Programa Educação Previdenciária.

O “I SEMINÁRIO BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Conhecendo os Direitos e Deveres” te​ve​ como objetivo a disseminação dos benefícios e dos serviços oferecidos pelo INSS aos seus assegurados. Assim, os dirigentes sindicais se tornarão multiplicadores de conhecimentos como, aposentadoria, salário-maternidade, auxílio-doença.

Washington Vicente, secretário geral do Sincomerciários, e equipe participam do evento, considerado muito esclarecedor e proveitoso.

Câmara discute feriado nacional para 20 de novembro

Fonte: Agência Câmara
A Comissão de Cultura da Câmara aprovou projeto de lei (PL 6.787/13) que transforma o Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, em feriado nacional.

Com essa votação, a Câmara dos Deputados mostra ao país a importância de um assunto que é atual, mesmo no século 21, quando ainda são registrados vários episódios de racismo e de outras formas de preconceitos, avalia o deputado Renato Simões (PT-SP), autor da proposta.


O projeto ainda vai tramitar nas comissões de Direitos Humanos, e de Constituição e Justiça (CCJ). A tramitação é em caráter conclusivo, ou seja, sem obrigatoriedade de votação no plenário da Câmara.

Três setores ficam de fora da desoneração da folha salarial

Fonte: Ag. Diap
As farmácias, os escritórios de engenharia e arquitetura e as empresas de transporte de afretamento ficarão fora da desoneração da folha. O presidente da República em exercício, Michel Temer, vetou a inclusão dos setores no regime especial de contribuição previdenciária.

Segundo o secretário executivo adjunto do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira, a falta de recursos para arcar com novas desonerações incluídas durante a tramitação da Medida Provisória (MP) 651 no Congresso Nacional justificou o veto. “Tinham sido incluídos setores, mas em virtude da falta de compensação das renúncias fiscais, eles foram vetados”, declarou.

Com os vetos, permanece em 56 o número de setores da economia beneficiados pela desoneração da folha. Nesse regime, os empresários deixam de pagar 20% da folha de pagamento para a Previdência Social e pagam 1% ou 2% sobre o faturamento, dependendo do setor.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Categoria Comerciária é a que mais contrata no final do ano

Fonte: Fecomerciários/Refrescante
O final do ano é a data mais importante para o comércio no País e as contratações temporárias são esperadas em todos os setores. Para o presidente da Federação dos Empregados no Comércio do Estado de São Paulo (Fecomerciários), Luiz Carlos Motta, o período é uma ótima oportunidade para a entrada no mercado de trabalho. “Para os jovens em busca do primeiro emprego e também para quem deseja reingressar no mercado de trabalho, essa época pode ser a chance, pois cerca de 15% dos trabalhadores temporários são contratados durante o período natalino”, comenta.

Segundo uma pesquisa da Sindeprestem/Fenaserhtt, Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário do Estado de São Paulo e da Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de RH, Trabalho Temporário e Terceirizado, a indústria e o comércio preveem a contratação de 163,6 mil trabalhadores temporários para o final do ano, sendo o comércio responsável por 70% delas. Ainda deve ocorrer a contratação de 24,5 mil temporários com idades entre 18 e 24 anos.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

STF reduz prazo para empregado reclamar parcelas do FGTS não depositadas


Fonte:Ag. Brasil
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu diminuir para cinco anos o prazo prescricional para o empregado cobrar na Justiça os valores não depositados no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Antes da decisão, o prazo para entrar com ação era 30 anos. Por maioria de votos, os ministros entenderam que o prazo para o trabalhador reclamar as parcelas não recebidas devem seguir prazo razoável em relação aos demais direitos trabalhistas, que é cinco anos.
Conforme a decisão, nas novas ações, o trabalhador poderá acionar a Justiça em dois anos para cobrar os débitos, mas somente dos cinco anos anteriores. A maioria do plenário acompanhou voto do relator, ministro Gilmar Mendes. Segundo o ministro, a Lei  8.036/1990, que regulamentou o FGTS e garantiu o prazo prescricional de 30 anos é inconstitucional por violar o Artigo 7º da Constituição Federal. De acordo com o texto, os créditos resultantes das relações de trabalho têm prazo prescricional de cinco anos.

Acessibilidade

Fonte: Conselho Nacional de Justiça - CNJ

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Sincomerciários na III Feira de Empregos de SV


Washington Vicente da Fonseca, secretário geral do Sincomerciários BS acompanhou a III feira de Empregos realizada em São Vicente, dias 12 e 13 de novembro, no Centro de Convenções da Mata Atlântica.

"A Feira de Empregos" alcançou plenamente seu objetivo, facilitando o encontro entre empregadores e empregados. Os resultados contabilizados são positivos para todos", afirmou ao final do evento.

Como lidar com a sobrecarga de trabalho

É natural acontecer a sobrecarga de trabalho com todos nós. Com o passar do tempo, vamos assumindo tarefas e mais tarefas e quando nos damos conta, há mais tarefas a fazer do que realmente conseguimos realizar.

A sobrecarga vai se acomodando de maneira sutil ao assumirmos mais um desafio ou outras responsabilidades que aparentemente são tranquilas. Entendemos que demandará só alguns minutos de nosso tempo ou então, passamos a compor mais um grupo de trabalho, comitês, projetos, etc. Enfim, quando nos damos conta, estamos envolvidos em várias situações que transtornam o nosso equilíbrio e nos deixam com o sentimento de ineficiência, desânimo, cansaço físico e mental, podendo nos levar ao stress de trabalho.

Como lidar quando sentimos que não estamos dando conta do recado?

• Planeje uma perspectiva real do que a vida oferece e como pode ser vivida;
• Estabeleça limites e controle do trabalho;
• Evite pressão interna e pressões externas;
• Mantenha suas metas e prioridades sempre em foco e procure cumprir os prazos;
• Planeje seu dia na véspera e avalie no final do dia o que foi realizado e reveja como poderia ter sido mais eficaz;
• Reflita: “Estou dando o tempo suficiente às coisas verdadeiramente importantes?”.
• Motive-se e desenvolva seu autoconhecimento;
• Permita aproveitar mais a vida;



• E por fim, mantenha o equilíbrio entre a vida pessoal, espiritual, familiar e profissional.

Americanas vai investir R$ 4 bi em 800 lojas

Maior rede de lojas de departamentos do país, a Americanas anunciou o plano de abrir 800 lojas em cinco anos, o que equivale a quase dobrar o tamanho da companhia, que tem hoje 893 pontos de venda. Os investimentos devem atingir R$ 4 bilhões no período. "Conseguimos atender o objetivo de abrir 400 lojas entre 2010 e 2013. Isso nos dá a tranquilidade de saber que podemos atingir a nova meta agora", disse ao ValorPRO, serviço de informações em tempo real do Valor, Murilo Corrêa, diretor de relações com investidores da empresa. A Americanas fechou contrato com a BradesCard, do grupo Bradesco, para a oferta conjunta de cartões de crédito nas lojas. 
Fonte: Valor Econômico

Primeira chamada para o Natal! Prepare-se...


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Cotas para mulheres em cargos de gestão dividem opiniões

Fonte: Fecomerciários c/informações Estado de SP
De cada 100 cadeiras existentes no alto escalão de empresas brasileiras listadas em bolsa de valores, apenas 8 são ocupadas por mulheres. Essa proporção pouco mudou durante 15 anos, de acordo com estudo realizado por um grupo de pesquisadores da Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas em São Paulo (FGV-SP) – o grupo analisou mais de 70 mil posições em diretorias e conselhos de administração entre 1997 e 2012. A diversidade em cargos dessa natureza é um tema controverso pois, ao mesmo tempo em que se defende maior participação feminina na alta cúpula das organizações, como viabilizar isso é o principal ponto de discussão.

O Brasil é um dos 189 países signatários dos Objetivos do Milênio (ODM) da Organização das Nações Unidas (ONU). O conjunto de oito diretrizes conhecidas como “8 Jeitos de Mudar o Mundo” prevê políticas de promoção da igualdade entre os gêneros na educação, na política e no mercado de trabalho. Os países têm até o final de 2015 para alcançar uma série de metas e promover profundas mudanças sociais.

A implantação de cotas para mulheres em conselhos de administração é prevista por lei em alguns países da Europa e tem se mostrado uma solução para equilibrar os quadros das empresas. Porém, a saída é criticada, de um lado, por quem defende a meritocracia, e de outro, quando não vem acompanhada de ações afirmativas, como paridade salarial ou políticas que ajudem a conciliar carreira e maternidade, por exemplo.

Fique esperto!


O Itamarati trajado para o Novembro Azul, lembra o alerta contra o câncer de próstata!

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Mundo tem 35,8 milhões de escravos modernos, diz OIT

Dados inéditos da fundação internacional Walk Free revelam que cerca de 35,8 milhões de pessoas são mantidas em situação de escravidão no mundo. O número de pessoas escravizadas hoje cresceu 20%, em relação aos 29,8 milhões de pessoas apontadas no The Global Slavery Index 2013, o primeiro relatório da organização. No Brasil há cerca de 220 mil pessoas trabalhando como escravos(...)

Entre as formas de escravidão estão o tráfico de pessoas, o trabalho infantil, a exploração sexual, o recrutamento de pessoas para conflitos armados e o trabalho forçado em condições degradantes, com extensas jornadas, sob coerção, violência, ameaça ou dívida fraudulenta. Os últimos dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), de 2012,  apontam que quase 21 milhões de crianças e adultos estão presos em regimes de escravidão em todo o mundo(...)

Procurando emprego?

Dias 12 e 13 de novembro
Centro de Convenções da Mata Atlântica de São Vicente
Av. Capitão Luiz Pimenta, 811 - Parque Bitarú
Inscreva-se: www.saovicente.sp.gov.br
+ de 1500 vagas
+ 25 empresas

A feira contará com serviços gratuitos de emissão de carteira o trabalho segunda via de certidão de nascimento e casamento, elaboração de currículos, fotocópia, além da presença do PAT, Procon, Banco do Povo e Unidade Móvel do Sebrae.

Todo trabalhador doméstico tem o direito de saber....

Tribunal Superior do Trabalho - TST

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Vacinação: campanha contra pólio e sarampo começa neste sábado

Fonte: G1 Santos
O Dia Nacional de Mobilização contra a Poliomielite, neste sábado (16), terá um esquema especial para a vacinação nas cidades da Baixada Santista. Todas as crianças menores de 5 anos devem ser imunizadas contra a paralisia infantil.

Em diversas cidades, além das Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Saúde da Família, haverá a aplicação da vacina em pontos de maior circulação de pessoas, como shoppings, supermercados e escolas. Somente em Santos serão 55 postos de vacinação, sendo 47 fixos e 8 volantes. O atendimento ao público acontece das 8h às 17h. Os responsáveis devem levar a carteira de vacinação para atualização de outras vacinas.

Ilegalidade eticamente legítima!

*Saulo Ramos
"Durante a discussão dos planos Cruzado I e II, ouvi algo espantoso dos funcionários do Ministério da Fazenda, a turma da casa, que estava lá havia séculos. Quando nós, juristas, advertíamos que determinada medida era inconstitucional ou ilegal, eles respondiam com a demonstração de uma estatística fantástica;

 - Contra atos da Fazenda Nacional, apenas ingressam em juízo cerca de 30% dos prejudicados. A maioria, portanto, não reclama. Pode haver alteração para mais ou para menos, dependendo de dois fatores principais: 1) se a imprensa der destaque à ilegalidade, o que não acontece sempre, porque os jornalistas, em determinadas questões, passam batido; 2) se as quantias envolvidas não forem individualmente expressivas. E os que entram com ações contra a União levam cerca de dez anos para receber, o que adia o problema para os governos posteriores.

Meninos, eu vi! E várias vezes. Não é preciso registrar que, em muitas ocasiões, houve quebra-paus feios. Algumas vezes consegui demovê-los, em outras, fiquei vencido, porque existe no governo, em todos os governos, a mentalidade de que a ilegalidade em favor do Tesouro Nacional é eticamente legítima."

*José Saulo Pereira Ramos era o Consultor Geral da República à época dos planos
Livro: Códigos da Vida - Pág. 320, 2.ed, Planeta 2013

O que religião tem a ver com a sua vida profissional?

Muitas pessoas costumam ficar espantadas quando a gente faz essa pergunta e a gente nem deveria estranhar que a resposta da grande maioria seja “não tem nada a ver, cada um cuida da sua vida profissional – e pessoal – com base naquilo que crê”. “Porque não tem nada a ver?”, a gente poderia insistir na pergunta e daí poderia ouvir como resposta o ditado popular “religião, futebol e política não se discute”, pois, como vivemos em comunidade, temos que ter respeito às diversidades e preferências de cada membro do grupo.

Para mim parece válido aceitar o que diz o ditado e a postura das pessoas que querem evitar uma discussão para não ferir sentimentos das demais pessoas do grupo, “para não perder o amigo”, como dizemos. No entanto, uma resposta e reação simples, pronta e rápida talvez não signifique que o dito seja aplicável e verdadeiro.

Restringindo o meu foco e comentário somente à questão da religião eu diria que sim, quem tem uma religião poderia ter sua carreira altamente influenciada por ela. Tomando por base a maioria das religiões, em especial a cristã, como exemplo, o que poderia ser aproveitável para sua vida profissional?

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Todo trabalhador tem o direito de saber sobre hora extra....

Tribunal Superior do Trabalho/Facebook
Consulte sempre a Convenção Coletiva de Trabalho - CCT, pois, no caso dos comerciários da Baixada Santista o acréscimo é de 75%  conforme Convenção Coletiva.

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Verão pode trazer corte seletivo de luz

Fonte: Fecomerciários c/informações Folha de SP
O Operador Nacional do Sistema (ONS) avisou na quinta-feira (30/10) a distribuidores e geradores que há risco de serem necessários cortes seletivos de energia para garantir o fornecimento durante os horários de pico, entre janeiro e fevereiro, quando há forte aumento no consumo de eletricidade.

Para manter os reservatórios em nível seguro e evitar apagões nos horários de pico, as usinas deixariam de fornecer energia de madrugada. Os cortes afetariam grandes centros urbanos do Sudeste, como Rio, São Paulo, Campinas, Belo Horizonte e Vitória.

A medida pode ser necessária se as chuvas não forem suficientes para elevar os reservatórios ao nível de 30% em janeiro. Atualmente eles estão em 18,27%. No ano passado, neste período, estavam com 41,62% da capacidade.

Durante reunião do Programa Mensal de Operação (PMO), Francisco José Arteiro de Oliveira, diretor de Planejamento e Programação da Operação do ONS, afirmou que o órgão precisaria operar as usinas hidrelétricas de forma a prepará-las para os horários com maior demanda.

Para evitar quedas inesperadas do sistema, o ONS cortaria seletivamente parte do fornecimento na madrugada. Isso permite o aumento do volume de água nas represas.

Direitos de Saúde do Homem

Fonte: Conselho Nacional de Justiça

terça-feira, 4 de novembro de 2014

O câncer de próstata no Brasil

Fonte: Portal Novembro Azul

Mulheres aumentam rendimento e nível educacional; analfabetismo cai

Fonte: SPM/PR
Um panorama inédito sobre as mudanças na situação das mulheres brasileiras acaba de ser traçado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base nas informações do Censo Demográfico de 2010 comparadas às de 2000.

De acordo com as Estatísticas de Gênero - Uma análise dos resultados do Censo Demográfico 2010, as mulheres vêm ganhando espaço no quadro socioeconômico do país. Elas estudam mais, contribuem mais com o rendimento familiar e aumentaram seu índice na condição de chefes de família. As mulheres tiveram ainda maior aumento relativo de rendimento médio entre 2010 e 2000: este cresceu 12,8%, enquanto o dos homens registrou 7,9%.

Trabalho - As mulheres que trabalham com carteira assinada representavam 51,4% em 2000 e chegaram a 57,9%, dez anos depois. O aumento de formalização foi identificado também quando se observa a questão de raça. As pretas e pardas passaram de 43,3% para 50,8% no mesmo período.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Fechado acordo com o Sindicato Varejista de Carnes Frescas


O presidente Biloti fecha acordo coletivo de trabalho com o Sindicato Varejista de Carnes Frescas. 8,5% de aumento para o piso e 8% para os salário acima do piso, na região da Baixada Santista.

Maior escolaridade, maior a idade da mãe

O estudo “Saúde Brasil” do Ministério da Saúde mostra que a porcentagem de mulheres que espera chegar aos 30 anos para ter primeiro filho cresceu, sobretudo entre as que têm mais escolaridade.  Em dez anos, o índice saiu de 22,5%, em 2000, para 30,2%, em 2012, nesta faixa etária. No mesmo período, o percentual de mulheres com menos de 19 anos que tiveram filhos caiu de 23,5% para 19,3% no mesmo período.

A pesquisa informou que quanto maior a escolaridade, maior a idade da mãe no momento do parto. Entre as mulheres as com níveis mais elevados de instrução (12 anos ou mais de estudos), o nascimento do primeiro filho acontece com elevada frequência após a mãe completar 30 anos ou mais de idade (45,1%). Já entre as com menor período de educação, com até 3 anos de estudo (51,4%) ou com 4 a 7 anos de estudo (69,4%), mais da metade foram mães com menos de 20 anos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...