Info Comerciário 194/2019

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Bancada sindical fica menor na Câmara e no Senado


Fonte: Fecomerciários
A partir de 1º de fevereiro de 2019, início da próxima legislatura no Congresso Nacional, os 33 deputados federais que vão compor a bancada sindical terão de redobrar a unidade entre si para evitar a aprovação de novos retrocessos trabalhistas. É que com os resultados das eleições de 7 de outubro a classe trabalhadora perdeu 18 representantes na Câmara dos Deputados em relação à eleição de 2014, quando a representação sindical contava com 51 parlamentares.

Levantamento feito pelo Diap revela que dos 33 defensores dos direitos dos trabalhadores, 27 são reeleitos e apenas seis são novos. Entre eles, o presidente da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta, eleito com 75.218 votos.

No Senado as urnas também decretaram considerável redução da bancada trabalhista. Dos nove representantes que os trabalhadores contam atualmente, apenas os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Paulo Paim (PT-RS) se reelegeram. Os novatos na bancada são Jaques Wagner (PT-BA) e Major Olímpio (PSL-SP).

Para o sindicalista Luiz Carlos Motta, “a redução do número de parlamentares defensores dos trabalhadores no Congresso Nacional não nos abate”. Ele complementa: “Somos de luta. Faremos o melhor combate, mesmo num território hostil”.

Instituto oferece R$ 100 mil para jovens cientistas brasileiros


Incentivo à pesquisa científica brasileira
O Instituto Serrapilheira vai financiar jovens cientistas com projetos nas áreas das ciências naturais – ciências da vida, física, geociências e química – matemática e ciência da computação.

As inscrições estão abertas. Na primeira etapa, 24 pesquisadores serão selecionados para receber até R$ 100 mil por um ano. Depois, até três deles serão selecionados para receber um financiamento que pode chegar a R$ 1 milhão ao longo de três anos.

Após este período, o apoio pode ser renovado anualmente e o valor pode chegar a R$ 300 mil por ano. “Queremos oferecer aos pesquisadores espaço para produzirem um conhecimento novo”, afirmou o diretor-presidente do Serrapilheira, Hugo Aguilaniu.

Requisitos
Para se candidatar, o pesquisador deve ter concluído doutorado entre 1º de janeiro de 2011 e 31 de dezembro de 2016. Este prazo pode ser estendido em um ano para mulheres com um filho e em dois anos para mulheres com dois ou mais filhos. Os selecionados receberão o financiamento a partir de junho de 2019.

A chamada será repetida anualmente e fará parte de uma iniciativa maior, o Programa de Apoio a Jovens Cientistas de Excelência do Serrapilheira. 

Inscrições 
As inscrições serão abertas em 5 de novembro. Até lá, o candidato pode ir preparando a documentação exigida no edital. O Instituto Serrapilheira fica no Rio de Janeiro. É uma instituição privada, sem fins lucrativos, que financia projetos com foco em produção de conhecimento e iniciativas de divulgação científica, não em aplicações tecnológicas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...