Info Comerciário 195/2019

quarta-feira, 10 de março de 2010

Marcha de Mulheres

Pelo menos três mil mulheres das cidades e dos campos iniciaram na segunda-feira (8), no centenário do Dia Internacional da Mulher, um caminhada de dez dias por autonomia econômica, combate à violência contra a mulher, combate à privatização da natureza e dos serviços públicos e em defesa da paz e da desmilitarização.

Elas sairam de Campinas (SP) na segunda-feira e chegarão à capital de São Paulo no dia 18, quando encerrarão a mobilização em ato previsto para a praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu.

Integrante da terceira ação internacional da Marcha Mundial de Mulheres, que tem como tema "Seguiremos em marcha até que todas sejamos livres" e neste ano atingirá mais de 50 países, a caminhada das brasileiras será marcada por uma sucessão de atos públicos nas nove cidades por onde passar - Valinhos, terça-feira; Vinhedo, dia 10; Louveira (11), Jundiaí (12), Várzea Paulista (13), Cajamar (14), Jordanésia (15), Perus (16) e Osasco (18).
Agência Diap

Senador Paulo Paim conversa com Trabalhadores na Fecomerciários

A visita do senador gaúcho Paulo Paim atraiu a presença de cerda de 250 pessoas na sede da Federação dos Empregados no Comércio de São Paulo (Fecomerciários), na chuvosa, manhã de sábado, dia 06 de março, na capital paulista. Organizada pela Federação e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC) o encontro tratou de assuntos pertinentes à categoria como o projeto 115/07 de autoria do próprio Paim.
Além da regulamentação o senador tratou de temas como estabilidade do dirigente sindical e o interdito proibitório, medida que inibe as mobilizações de trabalhadores. Paim conversou com comerciários, hoteleiros, policiais militares, vendedores, agentes autônomos, petroleitos (inclusive de Cuiabá-MT), construção civil e químicos, entre outros representantes de importantes categorias do Estado de São Paulo (ver lista completa no verso).
Também compareceram representantes da Nova Central Sindical de Trabalhadores e os presidentes da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva e da UGT, Ricardo Patah, além do secretário-geral da Força, João Carlos Gonçalvez, o Juruna.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...