.

.

Info Comerciário 194/2019

quarta-feira, 1 de julho de 2009

PLR Lojas Riachuelo em pauta

Aconteceu dia 29/06, na Fecomerciários em SP, reunião para tratar da participação dos empregados nos lucros e resultados das Lojas Riachuelo.

Base de dados do governo à disposição do cidadão via internet

O Senado lançou dia 30/06 a Rede de Informação Jurídica e Legislativa - LexML Brasil -, que consiste na sistematização e organização de bases de dados de diversos órgãos dos Três Poderes. O LexML é um portal que reúne leis, projetos de lei, súmulas, resoluções, acórdãos e jurisprudências, entre outros documentos de órgãos do Executivo, Legislativo e Judiciário, nas esferas federal, estadual e municipal. O LexML começa a operar com mais de um milhão de documentos.
Agência Senado

Negociações salariais 2009 não foram afetadas pela crise econômica

O DIEESE-Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos apresentou em Nota Técnica uma síntese dos reajustes salariais negociados em 2009.
A análise dos reajustes de 2009 revela ligeira melhora diante do ano anterior: se em 2008, 89% das negociações consideradas asseguraram pelo menos a recomposição das perdas ocorridas durante a data-base, em 2009, esse percentual subiu para 96% das negociações.
Por conseguinte, o percentual de negociações com reajustes inferiores ao INPC-IBGE2 passou de 11%, em 2008, para 4%, em 2009. O percentual de negociações que garantiu reajuste acima do índice de preços permaneceu quase inalterado: 77%, em 2008, e 78%, em 2009.
É possível notar que a instabilidade econômica causada pela crise internacional até o momento não se refletiu de forma negativa nas negociações coletivas dos reajustes salariais, uma boa constatação.

40 horas - O primeiro passo foi dado!

Participamos ontem de um momento muito importante para os trabalhadores brasileiros, uma demonstração inequívoca de que a união faz a força! Depois de 14 anos em discussão na Câmara, finalmente, graças à intensa atuação do movimento sindical, foi aprovada a proposta de emenda constitucional que reduzirá a carga horária de trabalho. Não houve voto ou discurso contrário à aprovação da proposta. A batalha agora é para incluir a PEC na pauta do plenário da Casa, e o primeiro passo foi dado. Nossa delegação era a maior, com cerca de 200 comerciários coordenados pelo presidente Motta, da Federação. O auditório ficou pequeno para acomodar todos os sindicalistas presentes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...